O passo está dado

A criação de uma célula sintética é tema do dia, repetido intensamente nos jornais, emissoras de televisão e internet. Será destaque, certamente, nas revistas semanais de todo o mundo. No primeiro momento, O Globo vem com a manchete “Criada vida artificial”.

“Um dos mais conhecidos e polêmicos geneticistas do mundo, o americano Craig Venter apresentou ontem na revista “Science” a primeira célula artificial, criada com um genoma montado em computador”. 

O medo chega junto. “O que é realmente perigosa é a ambição de controlar totalmente a natureza, o que muitas pessoas chamam de brincar de Deus”, diz David King, da ONG inglesa Human Genetics Alert.

 A Folha de S. Paulo dá outro tratamento ao assunto, com o ganho de ter um artigo esclarecedor de Marcelo Leite. A manchete é “Ciência cria primeira célula sintética” e, logo no início da chamada, explica que a novidade está “no passo mais próximo da vida artificial” e que as pesquisas, feitas por 15 anos, provam que a vida não precisa de força especial para existir.

 Leite coloca sua dúvida: “Está longe o tempo – se é que algum dia virá – em que a biologia será capaz de sintetizar células cardíacas para remendar corações infartados, por exemplo. O genoma humano é milhares de vezes maior que a bactéria inventada por Venter”.

 Para o analista da Folha, que define Venter como honesto a respeito do tema, o problema é que bactérias também se destacam na produção de toxinas poderosas, como as do antraz e do botulismo. “São os cavalos de batalha da guerra biológica. Genomas sintéticos soam como armas de sonho, se o seu custo vier a cair tão rápido quanto o de outras ferramentas biotecnológicas”, avalia Marcelo Leite.

O Estado de S. Paulo dá bem o assunto na capa: “Cientistas anunciam ter criado forma ’sintética’ de vida” e resume, em tópicos, como foi a experiência. Fernando Reinach analisa: “Nos próximos anos, estarão entre nós seres vivos criados por empresas como a Synthetic Genomics para cumprir tarefas especificas”.

4 Comentários para “O passo está dado”

  1. fever@projections.lingually” rel=”nofollow”>.…

    thanks….

  2. welding@och.volleyball” rel=”nofollow”>.…

    good info….

  3. Ken

    nishima@fulfillment.powder” rel=”nofollow”>.…

    hello!!…

  4. mouthful@susans.tulsa” rel=”nofollow”>.…

    ñïñ….


Deixe uma resposta